terça-feira, 23 de setembro de 2008

Transei com meu vizinho após chegar bêbada em casa e entrar na porta errada. Desde então, está um clima estranho entre nós. O que faço?

Querida, sinto muito mas não restam dúvidas quanto ao fato de você ter se deixado ludibriar pelos perigosos efeitos do álcool e fantasiado deliberadamente com a figura viril do andar de cima (ou debaixo, como preferir). Não foi desta vez que você carcou[1] aquele seu vizinho gostoso. A construção da sua pergunta demonstra obviamente sua inocência ao chegar em casa, transar com o próprio marido e acordar confusa, sentindo o estranhamento instantâneo, tão sentimentalmente narrado. É natural, após tanto tempo sem comer em casa, a sensação incômoda de se ter comido e ainda assim não ter ficado satisfeita. Da próxima vez, tente não beber em casa ou beber e não voltar pra ela, na tentativa de evitar nova cópula com seu senhorio. Se quiser de verdade acertar o alvo, frequente mais o elevador, sóbria e sempre, sempre, sempre com vestidinhos frescos de alça (caindo sem querer pelo ombro esquerdo). Caso contrário, tudo indica que o que vai vigorar em seu lar é mesmo a lei seca, sendo você portadora de carteira B ou não.

[1] do v. int. | v. tr. carcar: fazer amor com volúpia

Um comentário:

Fritelix disse...

Olá!
Qual é o endereço da moça? Se não souber, me dá o seu? hehehehe...
bjo